16/01/2018

Aliados de Gilvan na justiça por Conselho

Vinícius Dias

Prestes a entrar em campo pela primeira vez nesta temporada, o Cruzeiro segue longe de encontrar a unanimidade na política. Com a retomada dos prazos processuais em Minas Gerais na próxima segunda-feira, cresce a expectativa de um grupo de aliados de Gilvan de Pinho Tavares de dar novos rumos ao quadro de conselheiros efetivos para o triênio 2018/2020. A chapa Pelo Cruzeiro Tudo, Do Cruzeiro Nada, apoiada pelo então presidente, teve o registro indeferido para a eleição de 02 de dezembro.

Chapa apoiada por Gilvan foi indeferida
(Créditos: Washington Alves/Light Press/Cruzeiro)

Conforme o Blog Toque Di Letra apurou junto a um advogado ligado ao grupo, ainda em 2017 foram ajuizadas duas ações. A primeira pede a exclusão da chapa eleita, a Somos todos Cruzeiro, fruto da aliança entre Zezé Perrella e Wagner Pires de Sá. A segunda pede a anulação do pleito. À época, diante de liminar que suspendia a eleição, Gilvan de Pinho Tavares chegou a cancelar o edital de convocação. Com a revogação da liminar na sequência, no entanto, o pleito foi realizado com 539 votantes.

53 caras novas entre os efetivos

Em relação ao último triênio, quase 25% do quadro foi alterado - 53 das 220 vagas. Deixaram o Conselho nomes como o ex-vice de futebol Bruno Vicintin, o ex-superintendente da base Antônio Assunção; e o vice-presidente do Sada Cruzeiro, Alberto Medioli. Entre os novos efetivos estão Paulo César Freitas, ex-prefeito de Nova Serrana e candidato apoiado pelo clube na eleição da Federação Mineira de Futebol em 2014, e Renê Salviano, que deve assumir a diretoria de negócios internacionais da Raposa.

Alencar na disputa pelo Conselho do América

Vinícius Dias

Menos de um mês depois de deixar o cargo de presidente, Alencar da Silveira Júnior está de volta à cena política no América. O deputado estadual será candidato à presidência do Conselho Deliberativo para o triênio 2018/2020. Nos bastidores do clube alviverde, a expectativa é de chapa única no pleito agendado para o dia 31 de janeiro.

Ex-presidente mira Conselho Deliberativo
(Créditos: Arquivo Pessoal/Alencar da Silveira Jr.)

"Minha chapa é de continuidade de um trabalho que está dando resultado", destacou ao Blog Toque Di Letra. O candidato a vice será Paulo Lasmar. A exemplo de Alencar, o advogado esteve no Conselho de Administração no último triênio, quando o Coelho conquistou um título mineiro e dois acessos à elite, o mais recente coroado com o bi da Série B.

Reunião com torcedores e convite

A candidatura foi definida nessa segunda-feira, quando Alencar retornou de viagem aos Estados Unidos. Após se reunir com um grupo de torcedores, o ex-presidente recebeu convite de Antônio Baltazar, que esteve à frente do Conselho Deliberativo entre 2015 e 2017, para concorrer ao cargo. Com o fim do mandato, Marco Antônio Batista está em exercício.

15/01/2018


De ex-goleiros de Flamengo e seleção sub-20 a atacante campeão da
Libertadores com Neymar e Ganso, interior se reforça para estadual

Vinícius Dias

Apostar as fichas em medalhões com passagens por grandes clubes do país? Dar oportunidades para jovens talentos formados por América, Atlético e Cruzeiro? Ou investir na própria base? Com estratégias distintas, os nove representantes do interior compartilham um objetivo no Campeonato Mineiro: pôr fim à sequência de 12 anos de conquistas de clubes da capital. De Patrocínio a Governador Valadares, passando por Varginha, a bola rola a partir desta quarta-feira nos gramados mineiros.


Bicampeã do interior, a URT manteve o técnico Rodrigo Santana para tentar o tri. O elenco, no entanto, teve várias mudanças. Os principais reforços são os experientes meio-campistas Ewerton Maradona, um dos maiores ídolos da Caldense, e Eduardo Ramos, campeão da Série B pelo Corinthians em 2008. Emprestado pelo Santos, o zagueiro Rodolfo está de volta a Patos de Minas. No ataque, a novidade é Raphael Macena, revelado na base do Bahia, que defendeu a Luverdense na última Série B.

Felipe, ex-Flamengo, reforça o Verdão
(Créditos: Alexandre Vidal/Fla Imagem)

De olhos nos mata-matas, o Uberlândia investiu pesado. A manutenção do quarteto titular na última edição, com destaque para Mauro Viana, zagueiro da seleção do estadual de 2016, faz da defesa o grande trunfo. Paulo Cezar Catanoce ainda ganhou reforços como o goleiro Felipe, ex-Corinthians e Flamengo; o zagueiro Ferron, ex-Sport e Ponte Preta; e o lateral-esquerdo Rafael Estevam, ex-Caldense. Na frente, destaque para o meia argentino Chaparro, ex-San Lorenzo e Vasco, que chega de Portugal.

Na conexão capital-Juiz de Fora

Depois de ver o acesso à Série B bater na trave, o Tupi quer fazer bonito no estadual. Alexandre Barroso estará à frente de um elenco com vários jogadores com passagem pela capital. A meta terá Georgemy, ex-seleção sub-20, revelado pelo Cruzeiro. Rodrigo Dias, ex-Atlético, e Afonso, ex-Cruzeiro, são opções para a lateral-direita. A zaga conta com Sidimar, ex-Atlético, e Wellington, ex-Cruzeiro. Tchô chega para assumir a 10. O ataque terá Reis, ex-Cruzeiro, e Vitinho Ruas, emprestado pelo América.

Ex-Flu, Anderson segue no Tombense
(Créditos: Nelson Perez/Flickr/Fluminense F.C.)

Semifinalista em 2015, o Tombense terá na área técnica o ex-meia Ramon Menezes. Titulares como o goleiro Darley, ex-Atlético, e o zagueiro Anderson, campeão brasileiro pelo Fluminense em 2012, foram mantidos. O artilheiro Daniel Amorim está de volta. Entre os reforços, destaque para o zagueiro Lucas Rex, revelado pelo Grêmio; o meia Luiz Fernando, ex-Cruzeiro e Figueirense; e os atacantes Rhayner, ex-Ponte Preta, e Flávio, campeão da Copa do Brasil sub-20 pelo Atlético na última temporada.

Maior campeão e último finalista

Maior campeão entre os clubes do interior, com quatro títulos, o Villa Nova disputará o estadual sob o comando de Ito Roque. O elenco tem vários remanescentes da temporada passada, como o zagueiro Otávio, revelado pelo América, e o atacante Carrara. Chegaram a Nova Lima nomes como o zagueiro Rafael Vitor, ex-Atlético B; o meia-atacante Igor Soares, destaque do União Luziense no último módulo II, e o atacante Daniel Morais, ex-América e Cruzeiro, que conquistou o acesso à Série A pelo Paraná.

Daniel Morais: grande nome do Leão
(Créditos: Villa Nova A.C./Divulgação)

A defesa é o ponto forte da Caldense, vice-campeã em 2015. O zagueiro Robinho, ex-URT, e o lateral-direito finalista Jefferson Feijão se juntam ao remanescente Marcelinho. O elenco de Zezito teve uma baixa de última hora: a saída do atacante Luiz Eduardo. O Democrata, de Gilmar Estevam, aposta na volta de destaques como o goleiro Ramon e o lateral-direito Alan Silva. Entre as novidades está o volante Marcelo Rosa, revelação de 2013. O ataque terá Romário, ex-América, e Romarinho, ex-Fortaleza.

Temporada de volta ao módulo I

Campeã do módulo II, o Patrocinense manteve o técnico Rogério Henrique. Entre os reforços estão o goleiro Neguete, ex-Caldense, o zagueiro Diego Borges, ex-URT, o meia Juninho, cria do Atlético, e o atacante Rychely, ex-parceiro de Neymar no Santos. O vice, Boa Esporte, será comandado por Sidney Moraes. Titulares na Série B, o goleiro Fabrício e o zagueiro Caíque seguem no time. O ídolo Radamés é baixa. Chegam nomes como Renato Justi, zagueiro ex-América, e Amaral, volante ex-Flamengo.

14/01/2018

América cria diretoria de futebol de base

Da Redação

Com Conselho de Administração reformulado, o América também terá a partir desta temporada uma novidade em seu organograma executivo. O clube alviverde definiu a criação da diretoria de futebol de base. O cargo será ocupado pelo advogado Paulo Bracks, que desde 2014 estava à frente da diretoria de competições da Federação Mineira de Futebol. 

Paulo Bracks assume cargo no Coelho
(Créditos: Mourão Panda/América)

O currículo de Paulo Bracks, de 36 anos, inclui formação em gestão do futebol e análise de desempenho nas categorias de base, além de cursos de especialização realizados em clubes da Inglaterra e da Espanha. O novo dirigente da base americana também é professor dos cursos de gestão do futebol e licença A de treinadores promovidos pela CBF.

Integração com time profissional

A atuação da diretoria de base compreenderá desde a captação de atletas até a transição para o time principal e será alinhada à diretoria de futebol profissional, que tem como responsável Ricardo Drubscky. A ideia do clube é potencializar a revelação de talentos. Atualmente, o elenco comandado por Enderson Moreira conta com 11 pratas da casa.